Fale agora

Bankmanager

Como automatizar seu extrato bancário?
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Atualmente só se fala de Open Finance no mundo dos negócios, derivado de Open Banking no Brasil. 

Para entender um pouco deve saber que ele é uma evolução do Open Banking trazendo mais vantagens. Mas já está claro o que ele significa e para que ele serve? Entenda tudo sobre ele agora nesse texto!

O que é Open Finance?

Toda a história do Open Finance começou com o Open Banking, a partir da última fase dele, que entrou em vigor em dezembro de 2021.

Com a população cada vez mais ativa no setor financeiro, ele aparece para tornar o sistema mais claro para os brasileiros. A sigla traduzida do inglês significa sistema financeiro aberto, que já é muito utilizado em diversos países.

Nele, é permitido que seu histórico bancário seja consultado, com sua autorização, pelas maiores instituições financeiras e as de seu interesse, e as mesmas oferecem produtos e serviços que se adequem a você pelo melhor preço, tudo isso gratuitamente. 

Para ficar ainda mais claro daremos um exemplo: você é cliente de um determinado banco e decide, após muitas pesquisas, fazer uma conta corrente em outro. Para fazer essa migração, antes do Open Finance, começaria tudo de novo, ou seja, do zero. Sem ter noção do momento em que você se encontra e sem poder oferecer vantagens que poderiam ser a solução para alguma situação. 

Com o Open Finance, após sua permissão para o seu antigo banco conceder informações para o que você quer migrar, eles poderão entender melhor o que você procura. E com seu perfil e histórico, oferecerão os melhores produtos e serviços que se adequem a você, com mais facilidade ao pedir empréstimos e  financiamentos, por exemplo..

É válido reforçar que só você pode autorizar qualquer compartilhamento, quais dados e com quem irá compartilhar, podendo parar na hora que quiser também, tudo seguindo criteriosamente a  Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

O objetivo do Banco Central é que o Open Finance seja uma base regulatória para o novo sistema financeiro, e que ele faça com que outros sistemas ganhem mais relevância na economia brasileira. 

A implementação do Open Finance quer padronizar o compartilhamento de dados e que todas as transações sejam seguras e ofereçam melhores oportunidades aos clientes. A partir disso, muitas áreas do mercado financeiro terão a oportunidade de participar do Open Finance.

Como funciona o Open Finance?

É muito simples, com a conclusão do Open Banking, o usuário passa a ser dono de todos os seus dados financeiros nas instituições na qual ele já foi ou é cliente e pode escolher compartilhar dados com qualquer outra instituição financeira facilitando o relacionamento.

As instituições financeiras terão que oferecer todo o suporte para que as APIs (Application Programming Interfaces) funcionem.

Quem participa do Open Finance?

Só poderão participar as instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central, porém tem uma diferença de quem irá participar de qual etapa, pois as instituições que foram convocadas no Open Banking são obrigatórias.

Após isso, as outras instituições podem se voluntariar a participar do Open Finance, mas para isso é preciso fazer um registro de participação no Open Banking e disponibilizar uma interface para o sistema funcionar sem nenhum problema. 

As instituições autorizadas a participar do Open Finance são:

Corretoras de valores;

Corretoras de seguros; 

Plataformas de investimento;

Fundos de previdência;  

Fundos de pensão.

Benefícios do Open Finance

Todas as instituições terão que seguir normas rigorosas para que tudo ocorra tranquilamente e de forma completamente sigilosa.

E por englobar mais serviços do que Open Banking, que é voltado somente para serviços bancários, traz diversos benefícios a mais, com a implementação do Open Finance o usuário terá como benefícios: 

Relacionamento entre instituições; 

Autonomia de todos seus dados;

Novos produtos e soluções financeiras com melhores benefícios; 

Agilidade e facilidade nos processos e transações financeiras;

Acesso a soluções de crédito;

Entre diversos outros.

Cronograma Open Finance

O Open Finance começou a ser implementado por meio do Open Banking e começará a funcionar a partir da sua quarta e última fase. 

Fase 1 (01/02/2021)

Disponibilização dos dados públicos das instituições como canais de atendimento, nessa fase é compartilhado dados somente das instituições, nenhum sobre os clientes. 

Fase 2 (13/08/2021)

Nesta, o cliente já poderá compartilhar dados cadastrais e transacionais .

Fase 3 (30/08/2021)

Compartilhamento de transações de pagamento, poderá ser compartilhado nessa fase.

Fase 4 (15/12/2021)

Os clientes poderão compartilhar dados complementares, como suas informações de operações de câmbio, investimentos, seguros, previdência complementar aberta e contas-salário, bem como acessar informações sobre produtos e serviços disponíveis para contratação no mercado.

Essa é a etapa mais importante para que o Open Banking se transforme em Open Finance. 

O Bankmanager também não fica fora dessa! Por ser uma plataforma multibancos e multiempresas que ajuda na gestão financeira de forma prática, possibilitando ao cliente de ter todas as informações financeiras consolidadas em um único local, além do acesso a diversos bancos, o que facilita na análise e escolha de qual banco oferece as melhores opções para a empresa, ele já está 100% pronto como a primeira plataforma Open Finance do mercado!

Não fique de fora dessa revolução financeira, clique aqui e conheça mais sobre nossa plataforma!